Pedalando pelo GR28

A serra a arder perto do Merujal, 07 de Agosto de 2010.

Serra do Gerês

Caminhando entre Garranos, de 07 a 08 de Maio de 2005.

Serra de São Macário

Escalada na Pena, 15 de Setembro de 2013.

Serra da Estrela

I Travessia em autonomia total - Guarda - Loriga, de 12 a 16 de Abril de 2004.

Linha do Dão - Ponte de Nagoselas

Travessia BTT pelas Linhas do Dão e Vouga, de 09 a 11 de Abril de 2009.

Caminhos de Santiago

Travessia do Rio Lires no Caminho de Finisterra, de 29 a 31 de Julho de 2010.

Serra de Montemuro

Nas Minas de Moimenta, 29 de Janeiro de 2011.

Linha do Corgo - Ponte do Tanha

Travessia da Linha do Corgo, de 06 a 10 de Outubro de 2013.

Serra do Caramulo

Nas neves do Caramulo com vista para a Serra da Estrela, 04 de Dezembro de 2010.

Aldeias Históricas

De BTT em autonomia total pelo GR22, de 28 de Abril a 01 de Maio de 2006.

Linha do Vouga...

24/08/2014

GR28: 8ª Etapa - Arouca - Parque de Campismo do Merujal


  
Acabámos ontem de percorrer o "nosso" GR28, com a realização da 8ª e última etapa ligando Arouca ao Parque de Campismo do Merujal.

O grupo constituído por 6 caminheiros, Calé, Pina Jorge, Francisco, Cardoso, DJ e Joaquim, partiu junto ao edifício da Câmara Municipal de Arouca com direcção ao Merujal por volta das 10 horas da manhã.

Durante 6 horas realizámos os 22 km do percurso com mais de 1100 metros de desnível de subida acumulado.

O dia esteve quente e valeu-nos o facto de grande parte do percurso decorrer por zonas arborizadas.

Em Santa Maria do Monte, a péssima sinalização fez-nos desviar do percurso, tendo-nos desviado para Lourosa de Matos, em vez de seguir directamente para a Portelada. Para corrigir o erro seguimos depois pelo PR2 até à povoação da Portelada e aí retomámos o percurso correcto.

Continuámos o caminho passando pelas povoações de Souto Redondo e Póvoa, após as quais a subida se acentua fortemente até chegar à Via Romana conhecida pelo "Caminho dos Burros".

Daí até à povoação do Merujal foi rápido, aproveitando o grupo para se refrescar no café local.

Demos depois por terminada esta nossa aventura da Travessia do GR28, junto ao Parque de Campismo do Merujal.

No final os totalistas do "nosso" GR28 realizaram oito etapas, tendo percorrido 134,93 Km's, num total de 40 horas e 15 minutos de caminhada. Pelo caminho somaram 6.977 metros de subida acumulada.

Em resumo, muito e bom convívio e camaradagem, paisagens magníficas, trilhos inesquecíveis, lugares fantásticos, algumas dores e sofrimento. Venham outros percursos!


10/08/2014

GR28: 7ª Etapa - Alvarenga - Arouca


Ontem realizámos a 7ª etapa do GR28 ligando Alvarenga a Arouca.

O tempo estava bom, sem grande temperatura o que prometia ajudar na realização de uma etapa longa e com declives acentuados.

Partimos de Alvarenga em direcção a Lourido, descendo depois na direcção do Rio Paiva.

A descida algo acentuada fica marcada pelo início da roptura das minhas velhas botas. O adesivo do kit de primeiros socorros serviu na perfeição para fazer com que as "ditas" conseguissem aguentar a totalidade do percurso.

Chegados ao Rio Paiva deu-se início à parte mais aventureira da etapa, atravessar a vau o rio. Protegidas as roupas, calçados e equipamentos diversos deu-se início a travessia.

Enquanto eu mergulhei e atravessei a nado, os restantes elementos foram tentando evitar ao máximo molhar-se. De rocha em rocha foram procurando evitar a água, o que não conseguiram na totalidade.

Atravessado o rio continuámos então na direcção de Canelas. Já na povoação bebemos uma cervejola no café local. Depois foi subir, subir e subir até ao Centro de Interpretação Geológico de Canelas.

No Centro de Interpretação nem vivalma!

Continuámos então para Gamarão de Cima, onde atestámos os cantis de água fresca.

Após a passagem na aldeia o destino passou a ser a Srª da Mó, capela situada no cimo do monte que se ergue sobre Arouca. Uma boa horita de esforço depois lá chegámos junto da dita capela.

Descansámos um pouco no café local, ao sabor de mais uma cervejola e lá iniciámos a descida para Arouca.

O DJ ficou por lá, que os pés já não aguentavam mais, e os restantes, comigo incluído, lá descemos a caminho de Arouca.

Os meus pés também não gostaram muito da acentuada descida, mas lá me tive que aguentar até chegarmos junto à Câmara Municipal de Arouca, onde finalizámos a etapa.

Depois foi recuperar o DJ e ir a Alvarenga buscar o carro que lá estava. Claro está que estar em Alvarenga e não comer o bife.... 

Regressámos a casa bem almoçados (ou jantados) e também bem regados.

Já só falta uma etapa para acabarmos esta travessia pelo "nosso" GR28.