Serra do Arestal - Trilho dos Três Rios

30/12/2017

Serras de Portugal - As serras do Parque Nacional da Peneda-Gerês


Criado em 1971, o Parque Nacional da Peneda-Gerês, único parque nacional no país, situa-se no Alto Noroeste de Portugal, na fronteira com Espanha, cobrindo uma área de 72.000 hectares. Está localizado no Maciço Hespérico ou Maciço Ibérico, numa área essencialmente granítica, mas com algumas faixas de xisto.

Atravessado por inúmeras linhas de água, o Parque Nacional da Peneda-Gerês ocupa uma vasta área territorial. Desde o planalto de Castro Laboreiro, a Norte, até ao da Mourela, a Leste, inclui grande parte das serras da Peneda, do Soajo, Amarela, Larouco e do Gerês, com alguns dos pontos mais altos de Portugal continental: Giestoso, 1.337 metros; Outeiro Alvo, 1.314 metros; Pedrada, 1.416 metros; Loriça, 1.355 metros; Borrageiro, 1.433 metros; Nevosa, 1.545 metros e Cornos da Fonte Fria, 1.456 metros.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês abrange 22 freguesias distribuídas pelos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço, Montalegre, Ponte da Barca e Terras de Bouro. Esta Área Protegida forma um conjunto com o parque natural espanhol da Baixa Limia - Serra do Xurés, constituindo com este, desde 1997, o Parque Transfronteiriço Gerês-Xurés e a Reserva da Biosfera com o mesmo nome.

É uma das maiores atracções naturais de Portugal, pela rara e impressionante beleza paisagística e pelo valor ecológico e etnográfico e pela variedade de fauna e flora.

O Parque Natural estende-se por uma região povoada pelo menos desde há 5.000 anos, conforme revelam as numerosas mamoas, antas, cistas, sepulturas e outros vestígios históricos. Exemplos importantes da vida e cultura dos povos da pré-história recente são as oito rochas da Bouça do Colado (Lindoso) ou a estátua-menir da Ermida (Ponte da Barca), esta datando do Calcolítico ou da Idade do Bronze. O tipo de povoamentos que a partir do final da Idade do Bronze e na época romana ocuparam e fortificaram a região é exemplificado pelos castros da Calcedónia, do Crestelo (Tourém) e da Ermida.

O mais importante vestígio da ocupação militar romana são os restos da VIA.NOVA.A BRAC., a via militar n.º 18 do Itinerarium Antonini, que ligava Bracara Augusta (Braga) a Asturica Augusta (Astorga). Esta via percorre parte da Serra do Gerês, nas margens do Rio Homem, e é localmente conhecida por Geira.

Quanto ao património religioso, salienta-se a existência neste parque de dois importantes centros de peregrinação, o Santuário de Nossa Senhora da Peneda, réplica do Santuário do Bom Jesus de Braga, e o de São Bento da Porta Aberta, local de grande devoção popular.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês é considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera.

0 comentários: