Pedalando pelo GR28

A serra a arder perto do Merujal, 07 de Agosto de 2010.

Serra do Gerês

Caminhando entre Garranos, de 07 a 08 de Maio de 2005.

Serra de São Macário

Escalada na Pena, 15 de Setembro de 2013.

Serra da Estrela

I Travessia em autonomia total - Guarda - Loriga, de 12 a 16 de Abril de 2004.

Linha do Dão - Ponte de Nagoselas

Travessia BTT pelas Linhas do Dão e Vouga, de 09 a 11 de Abril de 2009.

Caminhos de Santiago

Travessia do Rio Lires no Caminho de Finisterra, de 29 a 31 de Julho de 2010.

Serra de Montemuro

Nas Minas de Moimenta, 29 de Janeiro de 2011.

Linha do Corgo - Ponte do Tanha

Travessia da Linha do Corgo, de 06 a 10 de Outubro de 2013.

Serra do Caramulo

Nas neves do Caramulo com vista para a Serra da Estrela, 04 de Dezembro de 2010.

Aldeias Históricas

De BTT em autonomia total pelo GR22, de 28 de Abril a 01 de Maio de 2006.

Aldeias Históricas - Piódão...

10/02/2016

Pelo "Trilho dos 3 Rios" em Albergaria-a-Velha



Apesar do início do percurso ser no Centro de Actividades Radicais e Ambientais de Vilarinho de São Roque, dada a dificuldade de estacionamento na zona,  resolvemos começar em Ribeira de Fráguas. O facto de ser um circuito circular permite iniciá-lo em qualquer ponto do mesmo. 

Os grupo de caminhantes foi constituído pelo Francisco, pela Carla, e pelos já habituais  DJ, Cardoso e Zé Figueiredo.

Iniciámos então o percurso no Parque dos Moinhos, subindo pelas margens do Rio Fílveda. Ao longo do rio podem ser apreciados diversos açudes e pequenas cascatas que formam cenários de grande beleza. Durante vários quilómetros este é o cenário. É sem dúvida um local a revisitar noutras alturas do ano.

Chegando a Vilarinho de São Roque surgem os pouco interessantes eucaliptais. Após uma longa subida o trilho regressa aos cursos de água, desta vez ao Rio Pequeno. No caminho surgem as ruínas de um antigo Lagar de Azeite.

Seguindo ao longo da margem direita do rio reencontramos as paisagens deslumbrantes desenhadas pelas diversas pequenas cascatas, passamos pelo lugar de Telhadela, encontramos diversos moinhos desactivados e passamos pelas abandonadas Minas de Palhal.

No regresso a Ribeira de Fráguas acompanha-se o Rio Caima, também este com diversos pontos de interesse.

O percurso, com cerca de 16 km de distância está, regra geral, bem sinalizado, com um ou outro ponto mais duvidoso. 

Apesar de relativamente frio esteve um bom dia para caminhar.

O repasto foi em Albergaria-a-Velha num restaurante sugerido pelo Cardoso.