Pedalando pelo GR28

A serra a arder perto do Merujal, 07 de Agosto de 2010.

Serra do Gerês

Caminhando entre Garranos, de 07 a 08 de Maio de 2005.

Serra de São Macário

Escalada na Pena, 15 de Setembro de 2013.

Serra da Estrela

I Travessia em autonomia total - Guarda - Loriga, de 12 a 16 de Abril de 2004.

Linha do Dão - Ponte de Nagoselas

Travessia BTT pelas Linhas do Dão e Vouga, de 09 a 11 de Abril de 2009.

Caminhos de Santiago

Travessia do Rio Lires no Caminho de Finisterra, de 29 a 31 de Julho de 2010.

Serra de Montemuro

Nas Minas de Moimenta, 29 de Janeiro de 2011.

Linha do Corgo - Ponte do Tanha

Travessia da Linha do Corgo, de 06 a 10 de Outubro de 2013.

Serra do Caramulo

Nas neves do Caramulo com vista para a Serra da Estrela, 04 de Dezembro de 2010.

Aldeias Históricas

De BTT em autonomia total pelo GR22, de 28 de Abril a 01 de Maio de 2006.

Aldeias Históricas - Piódão...

16/11/2013

Rota do Xisto - Serra da Freita


 Já tinha feito parte deste percurso em 2009, mas como nunca o tinha feito na totalidade decidi hoje percorrer, na companhia do Francisco e do Cardoso, o denominado PR9 - Rota do Xisto (Serra da Freita).

Partindo de Canelas lá seguimos na direcção do Rio Paiva percorrendo a melhor parte do percurso. A partir da descida para perto do rio até ao seu abandono, o trilho e a paisagem são lindíssimos. Pelo caminho a passagem pela cascata do Ribeiro da Estreitinha.

A subida depois até a uma mina faz-se por um caminho de pé posto, empedrado, e também é interessante. A partir daí apenas a Mina do Pereiro, quase coberta pela vegetação, e a vista para a cascata das Aguieiras quebram a monotonia de um percurso entre eucaliptos.

Para agravar, as marcações do percurso são péssimas, com inúmeros pontos sem qualquer marcação.

Tirando a parte junto ao Rio Paiva o resto, na minha opinião, é para esquecer.


03/11/2013

Pela Serra de Montemuro


Hoje fui mais o meu amigo Francisco até à encosta Sul da Serra de Montemuro. 

Como os percursos eram pequenos decidimos fazer dois dos percursos de Castro Daire. O primeiro tem início em Reriz e chama-se "PR5 - Trilho do Paiva". Deve o nome ao facto de acompanhar o Rio Paiva.

Durante os seus 6,5 km pouco tem de interessante. A passagem na ponte do brasileiro e o rio Paiva são provavelmente os pontos mais altos deste percurso. De resto pouco tem de interessante.
O segundo percurso que efectuámos foi o "PR1 - Trilho dos Moinhos". Começámos a caminhar em Eiriz e pelo caminho sempre reúne pontos de passagem bem mais interessantes que o percurso anterior. 

Os melhores momentos são a passagem pelo Poço Negro, pela Cascata da Tojosa e pelos Moinhos da Quinta. Apesar de ter também demasiada estrada os restantes trilhos são bem mais agradáveis e bonitos dos que os do percurso anterior.

Juntamente com o percurso da Minas de Moimenta, bem mais interessante que estes, a encosta Sul está vista. Supomos que mais para Norte e em pontos mais altos da serra descobriremos uma Serra de Montemuro bem mais interessante.

video