Pedalando pelo GR28

A serra a arder perto do Merujal, 07 de Agosto de 2010.

Serra do Gerês

Caminhando entre Garranos, de 07 a 08 de Maio de 2005.

Serra de São Macário

Escalada na Pena, 15 de Setembro de 2013.

Serra da Estrela

I Travessia em autonomia total - Guarda - Loriga, de 12 a 16 de Abril de 2004.

Linha do Dão - Ponte de Nagoselas

Travessia BTT pelas Linhas do Dão e Vouga, de 09 a 11 de Abril de 2009.

Caminhos de Santiago

Travessia do Rio Lires no Caminho de Finisterra, de 29 a 31 de Julho de 2010.

Serra de Montemuro

Nas Minas de Moimenta, 29 de Janeiro de 2011.

Linha do Corgo - Ponte do Tanha

Travessia da Linha do Corgo, de 06 a 10 de Outubro de 2013.

Serra do Caramulo

Nas neves do Caramulo com vista para a Serra da Estrela, 04 de Dezembro de 2010.

Aldeias Históricas

De BTT em autonomia total pelo GR22, de 28 de Abril a 01 de Maio de 2006.

Serra da Freita - Caminhos do sol Nascente...

08/12/2011

Trilho das Poldras - Vouzela

Aproveitando o feriado e o bonito dia que esteve rumámos a Vouzela e daí a Fataunços para fazer o Trilho das Poldras.
Eu, o Cardoso e o Bruno chegámos cedo e começámos a caminhar sob um nevoeiro frio que nos gelou as mãos.
O primeiro ponto de interesse chega na primeira passagem de um ribeiro com um moinho de água imponente e de grande dimensão (na foto) e a passagem da ribeira pelas Poldras (pedras colocadas na ribeira para permitir a sua travessia). O local era muito agradável e o ruído da água a correr dava mais encanto ao local.
Decidimos pouco depois fazer a versão longa do percurso e acabámos a caminhar no antigo leito ferroviário da nossa já sobejamente conhecida Linha do Vouga.
Este pedaço longo, com cerca de 5Km é excelente para a BTT mas demasiado monótono para caminhar. Não tem pontos de interesse e serve só mesmo para caminhar.
Passámos depois por Figueiredo das Donas e chegámos a outro ponto de interesse. O belo troço da via romana que vinha de Viseu para São Pedro do Sul. Umas centenas de metros de via bem preservada.
Logo abaixo a Ponte Pedrinha, um belo exemplar medieval de um arco, tristemente escondida pela actual ponte rodoviária. Quase não se dá pela existência da velha ponte pelo que poderia ter havido algum cuidado na construção da nova passagem.
Nova travessia da ribeira por uma espécie de albufeira empedrada e uns quilómetros depois uma nova passagem por Poldras, numa outra ribeira.
O percurso tem realmente alguns pontos de interesse, mas a versão longa é completamente desinteressante, destinando-se apenas a caminhar por caminhar. Na versão curta implica desviar um pouco para ver a Via Romana.



Em Fataunços (Vouzela) - Trilho das Poldras (em directo...)

Mais uma ribeira a atravessar e novamente as poldras

Belo troço de via Romana

Poldras

Início da actividade